segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A Ilha perdida

È tempo de escola temos que ler.
Ler pra quê? Pra aprender?
Não lia livros lia músicas
Músicas boas ruins, apenas músicas

Avisa lá que eu vou
Eu sou a mosca que pousou
Em sua sopa.
Agente precisa de um super-homem
Mas, tinha um livro no meio do caminho
Não era um livro era uma história...

Livro didático não importava o volume
A ilha era a mesma...
História sem fim dormia imaginando
O que acontecia lá...

Será que chegaram, de lá saíram
Como? Não sei só existe o inicio
Era melhor ficar sem saber.

Viajei pra ilha não gostei do que vi!
Seria melhor ter ficado aqui
Por que comprei... Me frustrei.

Voltei pra casa liguei o som
Tem o brilho do sol e a luz do luar
Sou filho do mar quero levar...
Em minha ilha não fui feliz
Porém na música é amor sim!


Um comentário: